18 coisas que enfurecem uma mulher em um salão de beleza Não Fazer o que ela pediu: Como especialista você pode e deve orientar se um determinado tipo de serviço ou pedido não fica bom para a cliente, mas não exagere, afinal, ela é a cliente, lembra? Você deve – na medida do possível – atender o que ela quer e não o que você acha que ela precisa. Se ela trouxe fotos e detalhes do que quer, entenda que ela investiu tempo fazendo e isso e portanto, você precisa fazer o máximo para entregar o que ela espera. Falar Mal do Serviço de outro profissional: Nunca fale mal do serviço feito por outro profissional (concorrente). Você pode constrangê-la. Foque em fazer o seu trabalho. Falar em momentos impróprios: Não fale com a cliente enquanto estiver lavando e massageando o seu cabelo. Afinal, este é um momento de relaxamento para ela. Fazer Fofoca: Não faça fofoca, não faça comentários negativos nem de clientes, nem de funcionários. A cliente não está lá para ouvir reclamações ou saber dos últimos detalhes da crise econômica do país. Lembre-se que ela está lá para viver um momento agradável. Oferecer o que não sabe: Se você não tem conhecimento específico para oferecer um determinado tipo de serviço, não ofereça. Se Contradizer: Cuidado com as contradições. As clientes ficam furiosas com profissionais que indicam um tipo de tratamento e depois de alguns meses, quando a cliente retorna, indicam outro. E ainda falam mal do tratamento anterior. Ser Teimoso: É sempre melhor refazer alguns detalhes de um serviço que não ficou bem feito, do que perder a cliente. Tenha paciência e lembre-se: além dela não voltar, ela tende a falar mal do seu salão para tanta gente que a sua imagem pode ser comprometida em sua região. Empurrar Produtos: Mulheres odeiam que fiquem empurrando produtos que não querem e não pediram para ver. Uma abordagem intrusiva destrói a experiência da cliente e, por mais que você faça um serviço bem feito, ela tende a não voltar por conta desta abordagem. Maquiar os Preços: Sempre deixe claro os preços de cada serviço. Se um serviço é composto de outros, informe os custos envolvidos. Quando a cliente pergunta o preço da hidratação, ela não necessariamente sabe que precisa hidratar e secar. Seja claro! Brigar na seu frente: Oriente seus colaboradores a nunca, jamais discutirem na frente das clientes. Este tipo de atitude passa uma imagem péssima para o seu negócio. Oferecer Revistas Velhas: É melhor não oferecer do que ter revistas velhas ou voltadas para cabeleireiros. Atrasar o Atendimento: Nunca deixe uma cliente esperando por muito tempo. Alguns salões e profissionais fazem isso para se valorizarem, mas certamente é um erro grave de estratégia. Forçar uma Intimidade: Alguns profissionais de salões tentam forçar uma intimidade que não existe, chamando a cliente de “querida”, tocam em assuntos particulares. Péssima ideia. Fumar: Ok, é difícil pedir que os profissionais não fumem em horário de trabalho, contudo, alguns não se dão nem ao trabalho de lavar as mãos. Um mínimo de higiene é importante, pois quem não fuma, geralmente não gosta do cheiro do cigarro e se irrita com alguém mexendo em seu cabelo com este mal cheiro. Esquecer: Alguns profissionais tem o péssimo hábito de atender o telefone enquanto estão no meio de um determinado serviço com a cliente. Este é um erro gravíssimo. Nunca “esqueça a sua cliente na cadeira”. Não perguntar: Sempre pergunte a cliente sobre potenciais alergias a produtos. Isso evita muitos processos judiciais. Não esterilizar seus equipamentos: Clientes geralmente possuem nojo em usar escovas que foram utilizadas por outras clientes. Evite este tipo de constrangimento para o seu salão. Não ter controle dos serviços agendados: Não há nada pior que marcar um horário e, ao chegar para ser atendida, ter que esperar porque alguém anotou errado ou se confundiu no agendamento.